Bem como os cinco principais fatos que você acabou de ler, nos últimos anos, o Reino Unido incrementou a retórica sobre outras questões relacionadas com as Ilhas Malvinas.

O Intercept revelou como Reino Unido tem espionado funcionários do Governo argentino e como ele tem decidido levar a cabo acões para tentar moldar a opinião pública na América Latina, através da criação de instituições, programas e planos financiados pelo Governo do Reino Unido usando as redes sociais.

Além disso, o governo tem autorizado atividades ilegales de exploração e exploração de hidrocarbonetos e tem concedido um número notável de licenças para a pesca.

Por último, o Reino Unido tem aumentado drasticamente a presença militar no Atlântico Sur sob uma presunta “amenaça” de Argentina que não existe.

As conseqüências dos atos unilaterais britânicos não estão limitadas ao presente, sempre que terão impacto nas gerações futuras.

A recuperação pacífica das Ilhas Malvinas, as Georgias do Sul, as Sandwich do Sul e as áreas marítimas circundantes é um objetivo permanente e inalienável do povo argentino.

Advertisements